auguste-rodin-le-penseur

Mais uma vez vou fugir um pouco do tema,  pra colocar algumas frases e algumas coisa que aprendi ao longo da minha vida, acho que é o momento pra isso:

“Que o medo que tenho nao me deixe esquecer o que anseio” (Oswaldo Montenegro)

Ficar triste muitas vezes é inevitável. Todas as pessoas do mundo podem te dizer o que quiserem, dizerem que você é louco, podem não compreender, mas voce é e sempre será a única pessoa que pode resolver sua vida. É a pessoa mais responsável pela sua felicidade.

Às vezes não poderemos esperar que as pessoas se preparem, ou te acompanhem para mudar o que não nos faz feliz. Você tem que tomar o rumo, atuar, fazer sua sorte e quando o tempo passar, as coisas se arranjarão da maneira mais perfeita, porque é impossível contarmos com as tantas variáveis da vida, mas é imprescindível fazer o melhor que se pode a cada passo que damos. É nossa tarefa não machucar as pessoas por pura vaidade, mas mesmos quando fizermos as coisas da melhora maneira possível muitas ficarão tristes, muitas ficarão presas, muitas ficarão perdidas. Se somos capazes, tentemos ajudar, ainda que ajudar seja se afastar. Ser solidário, por mais que no momento a pessoa não entenda, pode aliviar um coração, pode libertar essas pessoas para a vida e, até mesmo para tudo aquilo que ela não é capaz de ver naquele momento.

O importante é não deixar de caminhar, de ir atrás do que acreditamos porque no futuro, nós seremos nossos mais severos juízes.

“To be free or to feel free. The first one is a myth” (Mick Hucknall)

Ninguém é 100% livre. Há a sociedade, a familia, o emprego, o dinheiro, a matéria, o medo. A liberdade é, portanto, as formas e momentos que nos sentimos livres. Dar-se liberdade é também libertar.

“Le hasard favorise l’esprit preparé” (Louis Pasteur)

‘A sorte’ favorece os espíritos preparados. Quer dizer que às vezes achamos que uma pessoa tem sorte, mas quem nos garante que essa pessoa aprendeu  a desviar ou tirar do seu caminho as tantas pobrezas que nos cercam? Há pessoas que sabem identificar oportunidades, são humildes para reconhecer seu erros e aprender com eles. Aprendem que o bem é lógico, tiram as barreiras da sua frente, esclarecem-se de que precisam e assim, multiplicam as possibilidades do que o que pretendem aconteça. Aumentando a possibilidade, se aumenta a probabilidade do “acaso” positivo, o que as pessoas denominam: sorte.

“Cogito, ergo sum”  (Descartes)

O homem que não pensa padece.  Fato!

Se não se contesta o que as pessoas nos dizem, o que a vida nos traz, o que as influências nos causam e os resultados que obtemos, fatalmente seremos pegos em muitas e muitas ocasiões apoiando-nos em coisas que são completamente efêmeras ou infundadas. Imagine construir sua casa sobre essas noções vazias, é como construir num barranco sem arrimo ou sobre areia da praia, sob a primeira pressão, sob uma chuva mais forte: adeus pra suas verdades, sua história.

“What is written without effort, is in general read without pleasure” (Samuel Johnson)

Ler é preciso. Ler mil livros e não lembrar-se de nenhum é como ter mil colegas e não ter amigo algum.

Se não te interessa ou não vai ser cobrado à respeito não leia. Se alguém te sugeriu, se esforce.Ler livros ruins também nos ajuda a evidenciarmos os bons.

Escrever é ainda mais sério. Escrever sem amor, sem vontade dá no que dá. Não importa quantos leitores leiam seu texto, seu bilhetinho na tela do computador: 1, 2, 1000. O que importa é que 1º se consiga ler (se a sua caligrafia é ruim, se vire!), 2º seja algo, 3º a pessoa que recebe sente, não me pergunte como, mas sente.

Há alguns outros ditos e frases, e para cada pessoa haverão tantos mais ou tantos menos, não importa.

O que realmente importa é que, em algum momento, nos pusemos frases e ditados: marcos. Milestones provando que não andamos para trás e nem queremos. Celebremos, pois.

Anúncios